segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Apoio aos sonhos!

Olá!
Hoje quero lhes apresentar obras de novas autoras brasileiras que ainda serão publicadas...


O pássaro - Samanta Holtz


Sabe quando você lê os dois primeiros capítulos de um livro, saboreia, e fica triste por não poder ler mais? Então, foi assim que me senti ao desfrutar um pouco do livro "O Pássaro".
Quem me conhece, sabe que eu amo pássaros, só não gosto de pegá-los, acho que eu os sinto um pouco desconfortáveis. Mas, quando eu ouvi o nome do livro, quase pulei de alegria (mera coincidência eu gostar de muitas coisas que tenham asas).
Eu vou adorar ler esse livro, a capa é muito convidativa, algo que me lembra a infância, isso, por conta, da cor da capa.


Skoob


Sinopse: (LANÇAMENTO EM JANEIRO DE 2012!) Caroline Mondevieu é filha de um poderoso Barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Sua vida muda completamente quando encontra Bernardo, um charmoso domador de cavalos que parece ter o dom de irritá-la. Eles não conseguem se entender até quando percebem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, terão que passar por cima das suas diferenças e se unirem num arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam em sua jornada; perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insistia em se manter escondido. Mas o que parecia tão simples envolvia muito mais magia e coincidências que eles poderiam imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados. Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado?


Blog do livro:  http://www.samantaholtz.blogspot.com/




Equinócio - a primavera - Lu Piras
Capa provisória


Sabe, eu nunca tinha visto nada parecido sobre o assunto que o livro aborda. Ainda não pude ler, não tem data de lançamento. Mas deve ser muito bom!
A personagem central Clara, vai se envolver com forças do além, um anjinho, que deve ser um gatão Nath-Aniel, e com o seu pai, um renomado cientista que desenvolveu a fórmula da perpetuação da vida humana.
É uma história de Anjos, que eu amo, amo, amo e amo mais ainda.
Tomara que o livro seja muito bom, e atenda as minhas expectativas.
Espero que no próximo ano, o livro possa ser lançado, tudo vai dar certo Lu!
E ainda mais... O livro virou série!


Skoob


Sinopse: A cidade do Rio de Janeiro é o pano de fundo onde a estudante de medicina Clara vive sua rotina diária com a família e amigos. O que ela não imaginava é que tudo o que acreditava estivesse prestes a mudar, com a visita inusitada de um anjo. As força do mal ameaçam escravizar a raça humana e, para impedir, o anjo da guarda Nath-Aniel (Nate) vem à Terra, disfarçado de humano, para alertar sua protegida Clara de que sua vida está em risco. Proibido de agir em nome dos humanos e alterar seus destinos, o anjo acaba por se envolver demasiado quando revela a Clara que o pai dela, um renomado cientista, é o responsável pela descoberta que despertou as forças do mal: a fórmula da perpetuação da vida humana (criônica). Toda a missão da legião de anjos celestiais é colocada em risco quando Nate e Clara se apaixonam.


HotSite do livro: http://www.wix.com/penelopejanebr/equinocio#!




Baby, você me ama - Thaty Furtado
Capa provisória


Ual. Fiquei boquiaberta quando conheci esse livro. Tudo porque a "trilha sonora" do livro é embalada pelo nosso rei eterno John Lennon! Uhul!
A uns dois meses conheci esse livro, e adivinha, já o adicionei no Skoob, imensa satisfação que tive em ler a sinopse. O que mais posso falar?! Bom agora, só tenho a deixar a sinopse para vocês lerem e matarem a curiosidade...


Skoob


Sinopse: Bea tem 17 anos, um ex namorado pé no saco, notas baixas na escola, uma porção de amigos, adora chocolates, skate, artes marciais e jóias. Como qualquer garotas de sua idade. Mas uma coisa a diferencia das demais, uma coisa que a torna única dentre cem mil outras adolescentes: Seu implicante e sempre-perfeito irmão gêmeo Peter. 

Eu sei, não parece grande coisa. E, segundo Bea, não é mesmo. Até que o garoto decide revelar seu próprio sonho: tornar-se um grande jornalista, de preferência um enviado internacional, bem longe de sua irmã desmiolada. E é seguindo esse sonho que ele acaba por levar Bea a se apaixonar pelo renomado editor de 36 anos, Leonardo Ortiz. 

Porém, um obstáculo promete dar a essa garota muita dor de cabeça: Léo está noivo, e a cada dia o grandioso casamento se aproxima. Bea não pensa duas vezes; lutará por ele, sem medir qualquer conseqüência. Afinal, é uma lutadora. 

Mas o que acontecerá quando a noiva dele voltar, trazendo as verdades bem guardadas em sua mala? 




Bem meus lindos, por hoje é só! Espero, do fundo do meu coração, que esses livros cresçam e voem para um rumo lindo... E que muitas pessoas possam ler e criar suas próprias asas, rumo ao país da imaginação...

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Ganhei de Sorteios #02

Olá pessoal!
Peço-lhes desculpas por não estar postando tanto, tenho estado meio ocupada ultimamente..
Mas vamos a mais um post?! Então, eu andei ganhando alguns prêmios.. E vamos lá?!

*1 - Ganhei do blog da KELLEN BAESSO - Tudo o que Me interessa, esse lindo marca páginas e um porta-livro super, hiper mega fofo! Tudo feito pela querida Renata, ela tem um blog: Costura Criativa - e tem a lojinha virtual dela: >Aqui< ! Vale muito a pena conferir!

*2 - Ganhei também na promoção Comprou, ganhou Novo Conceito o livro lindão: O Céu está em todo lugar! Ele é maravilhoso! Exatamente como pensei que seria!

*3 - Ganhei numa promoção no blog da Geração Editorial, o livro Terror nos mares, Clive Cusller, eu amei!!

Bem pessoal, ganhei isso apenas nos últimos dias, vamos ver se daqui a alguns dias, com mais tempo, eu ganhe mais coisinhas... 
E participem da PROMOÇÃO do blog! Quem sabe você pode ser o ganhador de mais um livro?!

Ah, e se lembram da última promoção dos 100 seguidores, então, está aí a foto da vencedora pra vocês: 
Ei pessoal , quem quiser visita o blog da Flâvia, é o 17ezessete invernos, um blog super fofo e muito bem organizado! 

Até mais galera, espero que gostem e participem dessa nova promoção!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Lançamentos/Dezembro - Grupo Editorial Pensamento

Olá Pessoal!
Espero que todos vocês estejam bem! vim divulgar esses novos lançamentos, e espero que gostem!


A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa - Risa Green 

Selo Jangada.
Na companhia das duas melhores amigas, Erin vive feliz. Quer dizer, não completamente, porque acha sua vida totalmente sem graça. Para que fique mais interessante, ela faria qualquer coisa para ganhar um concurso cujo prêmio é uma viagem à Itália. Mas para isso precisa escrever uma dissertação explicando por que ela deveria ser escolhida... Mas escrever o quê? Se nada nunca acontece em sua vida... Bem, quase nada. Quando sua tia favorita morre, Erin recebe de herança uma misteriosa bola de cristal cor-de-rosa. Quando viva, tia Kiki (também conhecida como titia Eskikisita) sempre viveu fora dos padrões convencionais. Mas agora Erin e suas duas melhores amigas estão convencidas de que a bola de cristal cor-de-rosa é a chave do futuro das três – ou pelo menos a chave para arranjarem um namorado e viverem incríveis aventuras. E o que garotas adolescentes poderiam desejar? Peitos maiores? Um encontro romântico? Livrar-se das colegas de escola que as atormentam? No início elas encaram tudo como uma grande brincadeira e não levam a sério os pedidos mirabolantes que fazem à bola... Até que as coisas que queriam começam realmente a acontecer. Será magia ou apenas coincidência? Em meio a tudo isso, elas começam a sofrer bullying, ameaças e as coisas começam a ficar sérias e fora de controle. A magia também tem sua lógica e suas explicações, e talvez essa seja a principal questão. Coisas divertidas podem acontecer quando você se envolve com magia, principalmente quando elas não saem da forma como você esperava...


VOCE TEM QUE OUVIR ISSO! - Luiz Cesar Pimentel 

Selo Seoman
A obra traz listas musicais feitas por diversos artistas importantes de vários gêneros, como Skank, Capital Inicial, Pitty, Restart, NX Zero, Ira!, Gloria, Sepultura, Krisiun, César Menotti & Fabiano e Cachorro Grande.















ALMANAQUE DO PENSAMENTO 2012 - O mais completa guia astrológico  
Grupo pensamento
Lançado em agosto de 1912, o Almanaque do Pensamento comemora nesta edição de 2012 o seu centenário. A sua história se confunde com a própria história da astrologia no Brasil. Sem ele e outras obras sobre o tema publicadas no Brasil pela Editora Pensamento , a história da astrologia em nosso país seria outra, bem diferente da que temos na atualidade. Para comemorar estes 100 anos de mudanças e transformações, após uma vida de pioneirismo e de superações, esta edição é especial, com muito mais páginas e um brinde colorido composto de cartas de sabedoria para ajudá-lo a percorrer em paz o ano de 2012. Além de trazer o mais completo horóscopo para o seu dia a dia publicado no Brasil, o Almanaque do Pensamento 2012 tem muito mais matérias de interesse relacionadas a assuntos que despertam muito interesse , tais como: os santos do dia, previsões segundo a numerologia, previsão do tempo, melhores dias para as atividades de agricultura e pecuária, mitos sobre os lobisomens, os signos lunares, o que é na realidade o previsto Apocalipse 2012 e outros temas e curiosidades que farão do Almanaque do Pensamento 2012 o seu companheiro de todos os dias.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Resenha: Os Arquivos de Sherlock Holmes, Sir Athur Conan Doyle + Promoção!

Os Arquivos de Sherlock HolmesSir Athur Conan Doyle


Editora: Martin Claret
Ano: 2010
Páginas: 481
ISBN: 
9788572328265
Edição: 1

Olá Pessoal! Hmm, eu bem que poderia colocar a Sinopse mas... Sherlock é Sherlock, e eu sou fascinada pela filosofia empregada de Sir Arthur, então vamos direto a resenha?
Ganhei esse incrível livro em parceria com a Editora Martin Claret , ele é um dos lançamentos da editora, e um dos melhores livros que li sobre meu Sherlock <3.




O livro é formado por 12 contos: A pedra Mazarino, O problema da ponte de Thor, O homem que andava de rastros, O vampiro de Sussex, , Os três Garridebs, O cliente ilustre, Os três Frontões, O soldado Pálido, A juba do leão ( o nome me lembrou o conto: A liga dos cabeças vermelhas), O fabricante de tintas aposentado, A inquilina de rosto coberto e o Velho Solar de Shoscombe. O conto que eu mais gostei (difícil escolher) foi: O homem que andava de rastros.

Como esses foram os últimos contos que Sir Arthur escreveu sobre o engenhoso Sherlock e seu fiel companheiro Dr. Watson, vale admitir que esse livro, reúne os melhores casos que eu poderia ter lido em ficção policial. A cada caso desvendado, eu ficava totalmente boquiaberta pelo o que eu tinha lido. A mente de Sir Arthur é um mar de idéias mirabolantes.

Devo salientar que li esse livro de madrugada, pois a curiosidade era imensa. Li em apenas 02:30 hr, praticamente devorei o livro. O bom de Sherlock é que ele nunca envelhece. O ruim é que esse foi o último livro de contos que foi escrito. Acredito que há algum Sherlock por aí.  EI SHERLOCK, QUERO SER SUA IRENE!!!! Rs, ataque de alvoroço.

No conto: "O homem que andava de rastros", Sherlock é totalmente irônico. Ele fica totalmente concentrada, na mais pura meditação. Esse é um dos poucos casos que li, que ele relata que vai morrer, tão grande se apressa o perigo. O silêncio que Sherlock perpetua nesse conto é desconciliador. Até mesmo com a calma que Watson tem com seu amigo, eu não teria. Eis um dos benefícios de ser amigo de Watson: ele sabe quando se calar. 

Já em "A pedra Mazarino", Holmes fica umas 24 hr em jejum o0 Eu não consigo pensar com a barriga vazia, mas ele é O CARA! 

Enfim, eu não sei mais o que dizer, dentre as 72 histórias que Sir Arthur escreveu sobre esse mais ilustre investigador, as melhores estão nesse livro. Vale muito a pena conferir, ler e...

GANHAR!


#Promoção 02!  

Bem pessoal, essa é a resenha premiada! Vamos as regras?

1) Ser seguidor público do blog. Pelo Google Friend Connect
2) Deixar um comentário nessa postagem, com seu e-mail  ...
Fácil né?!

#Chances Extras:
3) Seguir a Eitora Matin Claret no Twitter @EdMatinClaret (preencha mais 05 x o formulário)
4) Divulgou?! A cada divulgação, preencha mais 01 vez o formulário.                                       .
Eu quero descobrir "Os aquivos de Sherlock Holmes" que a @EdMartinClaret e a @i_manuh vão me dar!
 #Holmes<3 http://migre.me/7rn5F


Boa Sorte a Todos! Participem e ajudem o blog a crescer!        

*Promoção válida até o dia 30/01/2012

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Convite

Olá People!
Vim aqui trazer alguns convites e ao mesmo tempo curso para vocês!
Espero que possam aproveitá-lo, pois, como moro muito longe de cada evento, eu não posso ir =/




E fiquem ligados, tem promoção nova ainda essa semana!
Ah, e peço desculpas aos blogs amigos que não os tenho visitado ultimamente, resolvendo questão de saúde aqui comigo =/ Mais logo logo tem atualizações aqui!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Resultado da promoção 100 seguidores

Olá novamente pessoal! Tudo bem?
Então, às 14:14 do dia 25/11/2011 fiz o sorteio da promoção, para ver quem iria levar o livro: 'Questões do coração'. Obrigada a todos que participaram!
Tivemos 205 entradas! Jamais pensei que tivesse tantas assim! O sorteio foi DUAS realizado pelo sorteador, dos números 01 ao 205. O primeiro resultado deu link do twitter inválido...
E o segundo: segue o link Sorteador.com.br

Saiu para o número: 183..


E quem ganhou foi...  Flávia Pachêco Parabéns! Lhe mandarei um e-mail com mais detalhes!
Faça uma ótima leitura do livro!

Beijos, e participem do blog, logo logo tem mais promoção!

# Promoção Novo Conceito!

Olá Pessoal!
Estou dando pulos de alegria aqui, consegui parceria com a Novo Conceito, e claro, estou repassando para vocês Essa grande promoção deles! Eu também vou participar e vocês? Cliquem no banner para melhor visualização:



Participem! Eu também vou fazer minha carta ^^

Ah e pessoal, o próximo post vai ser com o resultado da promoção 'Questões do Coração' ! Vamos ver quem vai levar esse lindo livro para casa!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Resenha: O Poder do Fogo, Khêder Henrique

O Poder do Fogo - Khêder Henrique

Skoob

Onde Comprar:
Livraria Saraiva

Editora: Novo Século - Selo Novos Autores

Ano: 2011
Páginas: 240

ISBN: 9788576794257
Edição: 1


Sinopse“Você já pensou em possuir o Poder do Fogo?” O Grande Teste – uma série de provas práticas e teóricas realizadas para definir o rumo profissional de um estudante – será realizado dentro de um mês em Diaspos, uma vila rural que fica ao sudeste do mítico continente de Myruna. Todos os jovens estão empolgadíssimos com a aproximação desse evento. Menos Kiara Ancessus. Entretanto, tudo pode mudar quando o forasteiro Lucius Veniaga chega ao vilarejo com o desejo de estudar com a misteriosa Elemiah Mirone, uma elementar aposentada. Os elementares são indivíduos com habilidades únicas e fascinantes, tais como manipular os elementos da natureza conforme sua vontade. Dividida entre o desejo de agradar a seus familiares e a vontade de encontrar uma atividade na qual sinta prazer e desenvoltura em desempenhar, Kiara iniciará uma jornada de aventuras e descobertas onde enfrentará surpreendentes desafios.


Sobre o autorO paulista Khêder Henrique trabalha como bancário e escritor. Ele é formado em Jornalismo e Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). "O Poder do Fogo" (Ed. Novo Século) é seu romance de estréia. 




Resenha: Eu costumo dizer nos comentários em outros blogs que essa nova "safra" de escritores tem tudo pra ser uma das melhores!


Ganhei o livro em uma promoção que o autor fez no blog dele (>Aqui<). Fiquei super feliz e mais do que empolgada, pois já ansiava por esse livro a um certo tempo...


Adorei a leitura leve, mas cheia de aventuras. É um livro rápido de ler, mas em cada capítulo tem um incrível passeio cheio de "elementos" pela vila de Diaspos.


Em Myruna (como se fosse um estado/país) os jovens que completassem 14 anos deveriam realizar 'O grade Teeste' para saber qual rumo profissional deveriam seguir. Kiara Acenssus não estava nenhum pouco empolgada com o teste, ao contrário de sua melhor amiga, Tácita. Com a chegada do forasteiro Lucius Veniaga, Kiara se vê em apuros.


Lucius pretende ser o novo aprendiz elementar da mestra Elemiah Mirone, a velha elementar, chata de galochas, rs. Brincadeirinha, mas ela causa essa impressão. Para ser aprendiz, a mestras só aceita dois alunos, e como Lucius não quer perder a viagem, tenta logo convencer a Kiara ser também aprendiza de Elemiah. Será que ele vai conseguir?


Na trama surge esse enlaço logo de cara. A decisão por seguir carreiras diferentes e perigosas que tanto adornam a cabeça de muitos adolescentes de hoje em dia, é o principal tema do  livro. Confesso que isso me provoca até hoje. Lucius é um jovem determinado, que sabe o que quer: Quer ser um elementar. E Kiara fica confusa com essa decisão: opta por se uma elementar, assim como sua mãe Talissa Ancenssus, ou escolhe virar "fazendeira" apenas para ajudar seu pai Laureon, sem mesmo gostar do trabalho.


Essas indecisões esquentam o livro, deixando-o cheio de aventuras. Lendo o livro, você pode ainda conhecer  o Ferron, um jovem guerreiro muito valente, a Tácita, a melhor amiga de Kiara que também é a fofoqueira da cidade, rs. Conhece melhor a elementar do ar Elemiah Mirone, e vê que (spoiler) no final das contas ela nem é tão má assim. Conhece a andarilha Suzi, que é uma ótima arqueira, e no meu ver, ela esconde um segredo... Até fica com pena da Kalinka. Além do mais, fica conhecendo os três insuportáveis elementares do gelo.. Ops, falei demais. Quer saber como seriam os personagens? Veja: >>AQUI<<

Enfim eu gostei do livro, cheio de embates e surpresas! Ah e quer saber o que ficou relevante pra mim no livro?? O uso da leitura! Lucius lê muito, e Kiara não, o que acaba se tornando um ponto negativa pra ela no livro! A leitura é tão defendida nessa história que você se vê sorrindo por ler algo que incentive a leitura, legal né?! E também tem advertências, que pelo menos para mim serviu, por exemplo: quando você lê algo extremamente fantástico é normal que você acabe falando tudo sobre o livro, mas deixa de pensar na realidade, não é?! O livro implica com isso, e por mais que seja literatura fantástica, ensina bastante como devemos nos desvencilhar disso... Nem tudo que está nos livros é verdade. Infelizmente devo concordar.

People, uma parte do livro que eu amei (além das batalhas e dos momentos de alegria total) foi a explicação dos deuses com os elementos para toda Myruna, que são sete deuses (olha que legal os nomes):

  1. Taline, deusa da luz.
  2. Kedar, deus das trevas (coincidência com o nome do autor né?! rs)
  3. Paloma, deusa do ar.
  4. Abadon, deus do fogo.
  5. Tharsos, deus da terra.
  6. Babilônia da água.
  7. Acácio do gelo.
SUPIMPA!
Um novo conceito sobre deuses e seus elementos!

Obrigada Khêder por escrever um livro tão bom! Ficou entre os meus preferidos!  Ah o personagem que eu mais gostei foi o Lucius, mesmo parecendo um nerd, rs. Achei-o um fofinho!

Espero que gostem da resenha, e se tiverem vontade leiam, eu recomendo mesmo! Muito boa leitura!  Até mais!



quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Parceria com a Martin Claret

Olá Pessoal! Estou muito contente, pois acabo de fechar parceria com a Editora Martin Claret!
Essa é a nossa primeira parceria, e fiquei muito feliz!
Eu já tenho vários livros da editora, com um ar mais clássico, e eu adoro!!
E claro, no próximo post, tem uma super promoção para todos, especialmente fãs de Sherlock Holmes!

Vamos conhecer um pouco mais sobre a editora?

Martin Claret
Quem Somos
 
A Editora Martin Claret foi fundada em São Paulo, no início da década de 1970, pelo empresário, editor e jornalista gaúcho Martin Claret, para publicar, em um primeiro momento, as obras do filósofo e educador brasileiro Huberto Rohden, autor mundialmente conhecido de mais de 65 obras sobre filosofia, religião, ciência e educação.
Hoje, a Editora possui aproximadamente 500 títulos em catálogo, de obras-primas da literatura universal, de filosofia, direito, política, sociologia e religião. É uma empresa editorial altamente diferenciada, operando em nichos criados pela própria empresa.
Em 1982, o fundador da Editora lançou na indústria editorial brasileira o livro-clipping (o livro montado, de vários autores), voltado para o crescimento espiritual e humano do leitor. Nesse segmento, possui atualmente 6 coleções, com mais de 150 títulos.
Outra inovação da Editora foi o livro-pocket com alta qualidade gráfica, a preços acessíveis, com a coleção A Obra-Prima de Cada Autor, cuja proposta é de 500 títulos, dos quais a editora já publicou 300 volumes. Grande parte desses títulos são recomendados ou adotados em escolas, faculdades e vestibulares.
Para que nosso leitor possa inteirar-se de nosso projeto empresarial-educacional, transcrevemos abaixo os objetivos, a filosofia e a missão da Editora Martin Claret:

Os Objetivos

O principal Objetivo da Martin Claret é continuar a desenvolver uma grande e poderosa empresa editorial brasileira, para melhor servir a seus leitores.

A Filosofia

A Filosofia de trabalho da Martin Claret consiste em criar, inovar, produzir e distribuir, sinergicamente, livros da melhor qualidade editorial e gráfica, para o maior número de leitores e por um preço economicamente acessível.

Missão

A Missão da Martin Claret é conscientizar e motivar as pessoas a desenvolver e utilizar o seu pleno potencial espiritual, mental, emocional e social.
A Martin Claret está empenhada em contribuir para a difusão da educação e da cultura, por meio da democratização do livro, usando todos os canais ortodoxos e heterodoxos de comercialização.
A Martin Claret, em sua missão empresarial, acredita na verdadeira função do livro: o livro muda as pessoas.
A Editora Martin Claret, em sua vocação educacional, deseja, por meio do livro, claretizar, otimizar e iluminar, a vida das pessoas.

Revolucione-se: leia mais para ser mais!


E vamos conhecer um lançamento da Editora?? Blog da editora



Bruxas... Algumas são más, terrivelmente más! Outras, nem tanto. E existem ainda algumas que são verdadeiras heroínas. É uma pena que só se conheçam as más. Elas foram as que ficaram mais famosas na história da humanidade, afinal, fizeram tantas coisas terríveis que é difícil de esquecer.


Mas existem também as boas. E há os feiticeiros... Quem nunca ouviu falar de Merlin, por exemplo – o mago celta que ajudou o Rei Artur?

Pois então deixe de lado o preconceito e leia esse livro. Nele, você encontrará 10 contos sobre bruxas, bruxos e seus feitiços extraordinários. São contos da cultura celta que foram recolhidos da tradição oral e recontados por Joseph Jacobs, folclorista e estudioso dos mitos e lendas britânicos. Você pode acabar descobrindo que feitiços são muito interessantes – às vezes cruéis, outras, divertidos. Mas tome cuidado! Entre um conto e outro, sem que se dê conta, você pode acabar completamente encantado.

Leia, abaixo, um dos contos do livro:
                
               
A VISÃO DE
MACCONGLINNEY


athal, rei de Munster, era um bom rei e um grande guerreiro. Mas veio habitar dentro dele uma besta maligna e sem lei, que o atormentava com uma fome insaciável a tal ponto que nunca podia ser satisfeita. E desse modo devorava pela manhã um porco, uma vaca, um novilho, três bolos completos de puro trigo e um barril de cerveja, e, em grandes banquetes, o que ele comia passava da conta e das medidas. Vivia assim havia um ano e meio, período durante o qual ele fez a ruína de Munster, e provavelmente outros seis meses seriam o bastante para arruinar toda a Irlanda.
Nessa época vivia em Armagh um sábio jovem e famoso. Seu nome era Anier MacConglinney. Ele ouviu falar da estranha doença do Rei Cathal e da abundância de comida e bebida, de carne branca, cerveja e mulso[1] de que sempre era abastecida a corte do monarca. Desde então, tinha em mente tentar a sorte e ver que ajuda podia prestar ao rei. Levantou-se de manhã bem cedo, trocou a camisa e envolveu-se em seu manto branco. Em sua mão direita tomou seu bastão bem alinhado e cheio de nós e, depois de fazer um giro por sua casa, disse adeus a seus mestres e partiu.
Viajou por toda a Irlanda, até que chegou à casa de Pichan. Aí permaneceu, contou histórias e divertiu a todos. Mas Pichan disse:
– Embora seja grande tua alegria, filho do saber, isso não me diverte.
– E por quê? – perguntou MacConglinney.
– Não sabes, ó sábio, que Cathal virá aqui esta noite com toda sua corte. E se sua corte é incômoda, a primeira refeição do rei é mais incômoda ainda; e se incômoda a primeira, mais incômoda de todas é a que faz em um grande banquete. Três coisas são necessárias para esse fim: um alqueire[2] de aveia, um alqueire de maçãs silvestres e um alqueire de trigo.
– Que recompensa você me daria se eu te protegesse do rei, desde agora até a essa mesma hora de amanhã?
– Uma ovelha branca de cada rebanho entre Carne Cork.
– Eu aceitarei – disse MacConglinney.
Cathal, o rei, veio com sua comitiva e com uma hoste dos homens de Munster. Mas Cathal não deixou os laços de seus sapatos serem afrouxados antes que começasse a suprir sua boca com as maçãs ao seu redor. Pichan e todos os homens de Munster olhavam isso com tristeza e pesar. Levantou-se então MacConglinney e pegou apressado e impaciente uma pedra usada para afiar espadas. Enfiou-a na boca e começou a triturá-la com os dentes.
– O que te faz assim louco, filho do saber? – perguntou Cathal.
– Perturba-me vê-lo comer sozinho – disse o sábio.
O rei ficou desconcertado e afastou de si as maçãs, e dizem que nos três semestres passados ele não tinha realizado um ato humano semelhante.
– Conceda-me mais um benefício – pediu MacConglinney.
– Está concedido, por minha honra – disse o rei.
– Faça jejum comigo pelo resto da noite – disse o sábio.
E assim fez o rei, ainda que isso lhe fosse aflitivo, pois tinha empenhado sua palavra real, e nenhum rei de Munster podia transgredi-la.
Pela manhã, MacConglinney pediu bacons tenros, carne em conserva, mel no favo e sal inglês em um prato trabalhado em prata. Acendeu um fogo com lenha de carvalho, sem fazer fumaça e sem estalos e chispas.
Fez espetos com porções de carne e pôs-se a trabalhar para assá-las. Depois pediu:
– Cordas, cordões e cordames aqui!
Cordas, cordões e cordames foram trazidos para ele. Veio também o mais forte dos guerreiros. Pegaram o rei, amarraram-no com firmeza e o prenderam com laçadas e presilhas. Depois de estar o rei dessa forma preso, MacConglinney sentou-se no chão diante dele, tirou a faca do cinto, cortou porções de carne dos espetos e mergulhou cada bocado no mel. Em seguida, após passar as porções diante da boca do rei, levava-as à própria boca.
Logo que viu que não receberia nada, estando em jejum há 24 horas, o rei berrou e vociferou e esbravejou, e ordenou a execução do sábio. Mas nada foi feito para atendê-lo.
– Escuta, rei de Munster – disse MacConglinney –, apareceu-me uma visão na noite passada, e eu a contarei a você.
Começou seu relato e, enquanto o fazia, pegava bocados após bocados, passava-os diante da boca de Cathal e depois levava-os à própria boca.

Um lago de leite eu vi
no meio de uma planície bela
com uma casa bem provida perto.
Seus telhados eram cremosos,
os caibros, pudins delicados,
as duas portas, manjares aromáticos,
as camas, bacons suculentos,
de queijo, suas sebes,
linguiças, suas vigas e esteios.
Era uma casa abundante de delícias.
Opulentos seus tesouros gostosos.

Tal foi a visão que tive, e uma voz sussurrava-me aos ouvidos: “Vá embora já, MacConglinney, pois você não pode come essa comida”. “Que devo fazer?”, perguntei, pois a visão daquelas delícias tinha me causado um apetite voraz. A voz mandou-me ir então ao eremitério do doutor Wizard; lá eu teria apetite para todo tipo de comida suculenta, doce e condimentada aceitável ao corpo. Lá, vi diante de mim um lago; em seu ancoradouro havia um barco feito de carne; seus bancos eram coalhada, sua proa, carne recheada de bacon, sua popa, creme, seus remos, fatias de carne. Remei pela larga extensão desse novo lago de leite, pelos mares de sopa, passei diante de fozes de rios de carne, atravessei ondas impetuosas de creme de leite espumoso, piscinas sem-fim de recheios de carne e bacons saborosos, por ilhas de queijo, por cabos de coalhadas e, por fim, alcancei a terra firme entre o Monte Cremoso e o Lago de Leite, na terra D’Antigas-Iguarias, em frente ao eremitério do doutor Wizard.
Maravilhoso, de fato, o eremitério. Em torno dele havia setecentos mourões de bacon, todos iguais, e, nos topos, em vez de espinhos, havia em cada um carne suculenta recheada de bacon. Havia um portão de creme cuja tranca era de linguiça. Vi ali um guarda, o Senhorzinho Bacon, filho de Manteiguinhas, que era filho de Lardopolo.[3] Ele calçava sandálias macias de bacon; em torno das pernas trazia meias de carne cozida; o corpo trazia uma túnica de carne em conserva; a cintura, um cinto de pele de salmão; a cabeça, um capuz de manjar branco; montava um cavalo de bacon cujas patas eram de manjares, os cascos, de pão de aveia, as orelhas, de nata, e os dois olhos, de mel; nas mãos trazia um chicote cujas cordas eram pudins maravilhosos, e a calda suculenta que escorria de cada um desses pudins podia matar a fome de um homem comum.
Entrei e encontrei o doutor Wizard; tinha nas mãos luvas de alcatra e punha ordem na casa, que ostentava, por todo lado, do teto até o chão, vísceras suspensas.
Entrei na cozinha e ali encontrei o filho do doutor Wizard, que trazia nas mãos um anzol feito de lardo, e a linha era de tutano. Ele estava pescando em um lago de soro. Nesse momento, ele pescava uma fatia de presunto, e depois pescou um filé de carne defumada. Enquanto pescava, caiu dentro do lago e quase se afogou.
No momento em que meus pés pisaram a soleira da casa, vi uma cama cremosa de brancura perfeita; sobre ela me sentei, mas me afundei até a raiz dos cabelos. Os oito homens mais fortes da casa me puxaram pelos cabelos e só com muito esforço me tiraram dali.
Então fui levado ao doutor Wizard:
– O que te aflige? – perguntou-me.
– Meu desejo é poder satisfazer minha avidez e comer o suficiente de todas essas maravilhosas iguarias do mundo que estão diante de mim. Mas infeliz que sou! Grande é meu infortúnio, pois não posso obter nenhuma delas.
– Ó céus! – disse o doutor – essa doença é preocupante. Mas levarás contigo um remédio que vai curar tua doença e te livrar para sempre desse mal.
– Qual remédio? – perguntei.
– Quando fores para casa esta noite, aqueça-te diante de um fogo com lenha de carvalho ardente. Prepara o fogo em uma lareira seca para que as brasas possam aquecer-te; o calor delas não te pode queimar, a fumaça não te pode atingir. Faz para ti trinta e seis porções, e cada porção tão grande quanto um ovo de ave do campo; em cada porção, põe oito tipos de grão, de trigo e cevada, aveia e centeio; oito tipos de ervas e, para cada erva, oito tipos de tempero. Logo que tenhas preparado tua comida, toma uma dose de bebida, uma dose minúscula, apenas a quantidade suficiente para vinte homens, seja de leite grosso, de leite amarelo de vaca recém-parida, de leite que borbulha enquanto desce pela garganta. Seja qual for a doença que tenhas, ela desaparecerá depois que tiveres feito isso. Vá agora, em nome do queijo, que te proteja o bacon suculento, que te proteja o creme espumante, que te proteja o caldeirão cheio de sopa.

Nessa altura, enquanto MacConglinney narrava sua visão, aconteceu que, com o prazer da narrativa e da descrição dessas numerosas delícias, o doce aroma das porções adoçadas assando nos espetos, a besta glutona que morava dentro do rei saiu e ficou lambendo os beiços.
MacConglinney levou dois espetos de carne aos lábios do rei, que estava ávido para saboreá-los – espeto, carne e tudo. Ele então desviou os espetos a um braço de distância do rei e a besta glutona pulou da garganta de Cathal sobre os espetos.
MacConglinney jogou-os nas chamas e virou o caldeirão da casa sobre o fogo. A casa foi esvaziada para que nem o valor de uma perna de besouro fosse deixado em seu interior, e quatro fogueiras imensas foram acesas em seus quatro cantos. Quando a casa se transformou em uma torre de chamas imensas, a besta glutona saltou para a viga do palácio; nesse ponto, desapareceu e nunca mais foi vista.
Quanto ao rei, uma cama foi preparada para ele com um acolchoado de penas; os músicos e cantores o divertiram desde o meio-dia até o pôr do sol.
Depois que se levantou, deu ao sábio estes prêmios: uma vaca e uma ovelha de cada casa e de cada herdade de Munster. Além do mais, enquanto viveu, MacConglinney é que trinchava a carne do rei e era ele quem se sentava ao seu lado direito.
Assim Cathal, rei de Munster, foi curado de seus tormentos e MacConglinney foi honrado.



[1] Bebida alcoólica preparada com mel, ervas aromáticas e água. (N. do T.)
[2] Antiga unidade de medida correspondente a 36,37 litros. (N. do T.)
[3] Na composição do nome, “lardo” é uma iguaria preparada
com carne e recheio de bacon. (N. do T.)


Um Beijo para vocês, espero que gostem! Obrigada a Martin Claret pela parceria!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Resenha: Questões do Coração, Emily Giffin

Questões do Coração - Emily Giffin

Skoob

Onde comprar:
Submarino - Livraria Saraiva

Editora: Novo Conceito
Ano: 2011
Páginas: 438

ISBN: 9788563219312
Edição: 1


Sinopse: Tessa Russo é mãe de duas crianças e esposa de um renomado cirurgião pediatra. Apesar dos avisos de sua mãe, Tessa recentemente abriu mão de sua carreira pra se focar na família e na busca da felicidade doméstica. Ela parece destinada a viver uma boa vida. Valerie Anderson é advogada e mãe solteira de Charlie que tem apenas 6 anos e nunca conheceu o pai. Depois de muitas decepções, ela desistiu do amor - e até mesmo das amizades - acreditando que é sempre mais seguro não ter muitas expectativas. Embora as duas mulheres vivam no mesmo subúrbio de Boston, elas tem muito pouco em comum além do amor pelos filhos. Mas numa noite, um trágico acidente faz suas vidas se encontrarem de um jeito inesperado. Em uma história alternativa e com vários pontos de vista, Emily Giffin nos emociona com um livro luminoso em que boas pessoas são pegas em circustâncias insustentáveis. Cada um sendo testado de maneiras que nunca pensaram ser possível. E cada um deles descobrindo o que realmente importa.


Sobre a Autora: Emily Giffin é autora de livros chick lit, escreve especificamente sobre relacionamentos e as emoções que estes proporcionam. Se formou em direito, mas abandonou a carreira para se dedica totalmente à escrita. Teve seu primeiro manuscrito rejeitado, mas não desistiu e em 2004 lançou "Something Borrowed" (O noivo da minha melhor amiga).


Resenha: Começo essa resenha, ressaltando a possibilidade de quem for ler não aprovar tanto assim o livro. Por ele ter uma leitura mais lenta (levando em consideração o número de páginas), pode haver quem se decepcione com o livro, pois, ele relata questões da vida, muito comuns de serem encontrados, essa que é a mágica, que para mim, pareceu dar certo no livro.

Eu nunca tinha lido nada da Emily Giffin, então, quando li 'Questões do Coração', comecei a adorá-la.

O Romance é narrado em primeira e terceira pessoa. O livro começa com o capítulo,  intitulado como 'Tessa', onde começa a contar o dia-a-dia comum da personagem com sua família: Seu marido e seus dois filhos. O segundo capítulo é intitulado como 'Valerie', onde acompanha-se um dia qualquer da jovem mãe solteira, que ainda é advogada. A narrativa em primeira pessoa é destina a Tessa Russo, que faz de seus pensamentos, vários capítulos. Já a vida de Valerie, é contada em terceira pessoa.

No começo você já começa a ficar apreensivo, pois, Valerie sofre um grande trauma na vida. Eu realmente fiquei horrorizada quando o li.

"Então apesar de todos aqueles argumentos contra a ida de seu filho à festa, sua voz subiu várias oitavas e disse: - Seria um prazer para Charlie ir a festa de Grayson. Um prazer."

Já Tessa, conta seu drama de como ficou totalmente perplexa, depois da decisão que tomou , para parar de trabalhar, e dedicar sua vida apenas aos filhos e ao marido, Nick Russo, o que sua mãe vivia lhe dizendo que isso iria destruir seu casamento.

As duas personagens tem um grande encantamento pelos filhos, e, são incondicionalmente apaixonadas por eles. E também, acabam se apaixonando pelo mesmo homem.

Antes, de eu começa a ler o livro, imaginei-o, como se fosse um drama. De certo é, mas não foi realmente isso. É uma história de traição. Tem momentos de traição física, onde envolve a personagem Valerie, e o livro também aborda o assunto sobre a traição sentimental, da qual é contada pela Tessa.


O livro não pode ser considerado leve. No entanto, também não é pesado. O fato de as traições estarem ligadas, e o livro voltar o tempo todo a lembrar as traições do pai da Tessa e de seu irmão, e até mesmo do antigo namorado de Valerie.


Eu fiquei com muita raiva do Nick Russo. Porque? Não posso contar, vou dar uma de má.


Mas no final, eu fiquei decepcionada, pois, acho, que traição é uma forma errada de manter um relacionamento. Quem trai é culpado, mas quem não traiu, às vezes também pode ser.  


Nota para o livro? 04, na rede social sobre livros, eu dei 04 estrelinhas e tudo por conta do final do livro, mas o livro é bom, muito bom.


Emoção, tradição, amor, traição, escolhas, fazem parte desse grande sucesso da Emily Giffin.






E quer ganhar o livro??
ACESSE: http://enfimdeasasabertas.blogspot.com/p/promocoes.html
Saiba como ganhar, quem sabe esse livro pode ser seu!

E aí, o que vocês acham da traição? Existe diferença entre traição física e sentimental?
Mas o que eu aprendi com o livro é que: Nem todo o amor do mundo é capaz de impedir um deslize.






segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Happy Halloween

Cadê a travessura?
Cadê a gostosura?
Cadê a abóbora?
Cadê a magia?

Eu cresci imaginando seres místicos, fantásticos. Ainda sou obrigada a admitir que penso nisso mais do que nunca.
Vou compartilhar meu pensamento com vocês:
Será que existiam, ou ainda, existem, pessoas que conseguem controlar os elementos? Se sim, porque são chamados de bruxa (o)? E se houve mesmo, e se ainda haja isso, não seria bom se todos nós conhecêssemos?
Infelizmente, não tenho certeza de nada disso, nem sei dizer se uma bruxa pode ser má, ou se é só invenção. Ainda na minha cabeça de 17 anos (até dia 14/11 hehe), acredito sim  nesses seres. Acho que essa é a maravilha de sempre voltar a ser criança.

Pena que aqui no Brasil não tem a ofuscante ideia de se fantasiar, sair pedindo "Trick or Treat". Estou lendo 'Questões do coração' (http://enfimdeasasabertas.blogspot.com/p/promocoes.html) e vejo como os filhos da personagem Tessa ficam admirados com essa época do ano. Se eu chegar hoje e falar: "Pai, acredito em bruxas" seria um absurdo, para ele, isso eu garanto. Temo que muitos ainda sejam tão céticos afim, de não perceber, em que tudo que nós ouvimos hoje, no fundo, no fundo há uma verdade. As histórias são assim, no fundo tem um "q" de real.

Enfim, espero que aproveitem a magia desse dia, e que quem puder curta sem medo de ser feliz.
Beijos, até mais.

Ps.: Tenho de ir agora, para a floresta mais longe, a mais escondida, onde fica um casebre. Quem saiba lá eu encontre uma 'bruxa', a qual possa me ensinar a dominar os elementos. Uol. Depois conto pra vocês essa experiência.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Resenha: A Hora das Bruxas II, Anne Rice

A Hora das Bruxas II - Anne Rice


Skoob
Hotsite brasileiro sobre a série

Onde Comprar:
Submarino

Editora: Rocco
  • Ano: 2009
    Páginas: 490
  • ISBN: 9788532504852
  • Edição: 2

  • Sinopse: Continuação da primeira resenha >>aqui<<

  • Resenha: Nesse segundo livro sobre as bruxas Mayfair, nos deparamos com uma incógnita. A escrita continua excelente, sendo que Anne Rice explora muito bem o obscuro.
  • Mas, como todo livro, pode haver algumas falhas. Nesse não foi diferente.

  • Logo de cara nos preparamos para a continuação da leitura sobre o Arquivo das Bruxas Mayfair, que decorre no primeiro livro, e que provavelmente é isso que prende o leitor.
  • O arquivo se acaba em 80 páginas para frente, e claro, o livro começa sua chatice.

  • No Arquivo, há as histórias envolventes de cada personagem, a linhagem de cada um, e um explicação totalmente razoável para eles. Já no segundo, começa a enrolação entre Rowan e Michael. 

  • Rowan assina um papel, garantindo a sua mãe adotiva que ela nunca irá aparecer em First Street, onde mora sua verdadeira mãe, Deirdree, da qual Rowan nem sabia o nome. Mas então aparece a bruxa má da Carlotta Mayfair sempre impedindo todos os planos.

  • Michael é salvo pela Rowan (ainda no primeiro livro), mas que só nesse segundo volume ele começa a se lembrar o que aconteceu quando mergulhou e se afogou no mar. Assim que acordou um estranho "dom" lhe é concedido, assim, quando ele toca em algo, ele imediamente sabe quem tocou, e coisas do passado que aconteceram com aquele objeto ou pessoa.

  • A mansão de First Street, onde todos, até mesmo parentes da Família Mayfair, começa a ser restituída. Então, para quem gosta de arquitetura e decoração esta aí um bom livro pra quem gosta de ler sobre o assunto.

  • O lenga-lenga de Rowan e Michael, chega até o ponto onde Lasher entra tudo nisso, e diz a sua amada Rowan a verdade sobre a família Mayfair. 

  • O livro fica que nem Tormenta (Lauren Kate), numa enrolação que complica a leitura. Quando o li, tive que dar um tempo, e comecei a ler Pegasus (que tem uma leitura fácil e rápida, em contraste com o livro).

  • Enfim, amo Anne Rice, mas, esse livro é tedioso, tedioso mesmo. Termina ainda, com um enigma que te dá nervos. Mas claro, quero ler Lasher e Taltos, para saber o que acontece com Michael, Rowan, Lasher, enfim, todos os Mayfair.

  • Nota? Dê um a cinco que nem no Skoob, eu daria três, pois, a dificuldade para ler é imensa, pois a enrolação é comum. 



  • Tirando a chatice (e a decepção) do livro, como está chegando o Halloween, vou colocar umas imagens que servem como papéis de parede dark, e que particularmente, eu as achei lindas.
1200 x 800
1024 x 768
1920 x 1200

1800 x 1200


1290 x 1200
E só pra terminar, um vídeo de dia das bruxas super legal, confira aí, e depois conta o que achou (: